13 agosto, 2006

São demais os perigos dessa vida...

Se Guimarães Rosa perguntava "viver não é muito perigoso?", eu concordo e acrescento: vida de consumidor também é!

As armadilhas lembram um verso do Vinicius: "são demais os perigos dessa vida". Sei que ele continua: "pra quem tem paixão". Ou
pra quem quer comprar, digo eu.

Os anúncios de jornais e revistas, as letrinhas miúdas dos contratos, as pseudo-liquidações e promessas mirabolantes dos cosméticos ("elimine a calvície em três aplicações de nosso produto"; "elimine a barriga em duas semanas usando o Total Shape"; "seja feliz para sempre tomando nosso antidepressivo") só pretendem enganar os incautos para vender mais. O lucro é o que importa. Mais do que a saúde.

Hoje me deparei com uma série de faixas próximas a um restaurante classe A:
"Oferta: rodízio a R$ 19,90!".
Pensei com meus borbotões - ou botões:
- Uai, o preço diminuiu logo hoje, dia dos Pais? Será um presente?

As filas na porta quase me confirmam isso, reduzi a marcha e pude ler: "apenas após 18h, de segunda a sexta".

Tocamos pra frente, rumo ao local previamente escolhido pro almoço de domingo. No cardápio, o preço da salada completa indicava R$ 11,90. Ao fazer o pedido, sou advertido pelo garçom:

- Hoje não servimos salada, só no buffet montado ali, a R$ 9,90 por pessoa! E se quiserem comer apenas salada, são R$ 16,90 por pessoa!!!

Como éramos quatro, fiz mentalmente a conta e disse - com delicadeza:

- Ah! e você acha isso certo?

O cara sorriu amarelo, falou com o 'gerente' e voltou:

- Tudo bem, vamos servi-los conforme seu pedido.

Pois é, quase nos dão um golpe!

________________________

Ser pai também é ensinar aos filhos que o bom consumidor é o consumidor consciente. Principalmente hoje, NOSSO dia!

Nenhum comentário: