18 janeiro, 2007

Alguém leva a sério as advertências do MS?

O Minisério da Saúde adverte... alguém se importa?

A Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) deve obrigar os fabricantes de bebidas alcoólicas a publicar advertências nos rótulos de seus produtos. Faz parte de uma campanha de conscientização mais agressiva a respeito dos malefícios do abuso.

Se vai surtir efeito, não sei. Parece-me que, no caso dos cigarros, onde há avisos semelhantes, há os que nem lêem e, se o fazem, ignoram as advertências.

A frase "O Ministério da Saúde adverte" já virou gozação e talvez até provoque certo descrédito. Mas não dá pra ficar parado diante dos acidentes de trânsito, mortes violentas, desavenças e outros prejuízos sociais causados pelo uso irresponsável de bebidas.

Quanto a mim, que trabalho na área de Saúde Mental, bem sei dos danos causados aos consumidores crônicos: psíquicos, neurológicos e sociais.

Mas cada qual é dono de seu corpo... ou melhor, acha que é e acaba perdendo a autonomia na medida em que se torna um dependente ou um inconsequente. Enfim, todo mundo sabe disso, mas faz questão de esquecer.

Eis as frases formuladas para os comerciais de bebidas alcoólicas:

  • “O Ministério da Saúde adverte: o álcool é causa de inúmeras doenças, como câncer de fígado e lesões cerebrais”

  • “O Ministério da Saúde adverte: o álcool causa dependência física, química e psíquica"

  • "O Ministério da Saúde adverte: a ingestão de álcool durante a gravidez é causa de retardo no desenvolvimento mental do bebê"

  • “O Ministério da Saúde adverte: acidentes de trânsito após o consumo de álcool são responsáveis pela maioria das causas de morte em todo o mundo. Se beber, não dirija”

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo irresponsável de bebidas alcoólicas é incompatível com a condução de veículos, podendo resultar em prejuízos para o indivíduo e/ou terceiros"

  • “O Ministério da Saúde adverte: a cada 100 acidentes de trânsito fatais, cerca de 70 são causados pelo consumo de álcool. Se beber, não dirija”

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo de bebidas pode causar dependência, sendo proibida sua venda a menores de 18 (dezoito) anos"

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo irresponsável de bebidas alcoólicas é prejudicial não só para o indivíduo como também para a sociedade"

  • "O Ministério da Saúde adverte: a cada 100 casos de adoecimento e morte no país, cerca de 10 são causados pelo consumo de álcool"

  • "O Ministério da Saúde adverte: a cada 100 laudos cadavéricos por mortes violentas, em 70 são detectados a presença de álcool"

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo de bebidas alcoólicas está relacionado ao abandono de crianças, aos homicídios, delinqüência, violência doméstica, abusos sexuais, acidentes e mortes prematuras"

  • "O Ministério da Saúde adverte: o álcool é causa de inúmeras doenças, como pancreatite, hipertensão arterial, doenças do coração, acidentes vasculares cerebrais"

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo de bebidas alcoólicas durante a gravidez é causa de má formação do bebê"

  • "O Ministério da Saúde adverte: o consumo de bebidas alcoólicas impõe prejuízos incalculáveis ao indivíduo e a seus familiares, à sociedade e ao sistema de saúde pública"

  • "O Ministério da Saúde adverte: dirigir alcoolizado é crime de trânsito”

  • "O Ministério da Saúde adverte: vender bebida alcoólica à criança é crime”

Nenhum comentário: