24 maio, 2006

Auxilium profligatis contumelia est.

Muita gente se pergunta por que os iraquianos, afegãos e outros povos invadidos pelos norte-americanos, especialmente pelos "Bush boys", reagem agressivamente contra aqueles que se propõem a "ajudar a restaurar a democracia, acabar com a fome e a miséria, melhorar as condições de vida" e outras benesses. E garantir o fornecimento de petróleo, que ninguém aqui é bobo, né?

Sem menosprezar as explicações dadas por especialistas internacionais, sabedores de geopolítica e quejandos, nomeio este post com uma das sentenças de Siro.

- Quem é este Siro?

- PUBLIUS SYRUS(c. 85 - 43 a.C), era poeta latino, escravo em Roma durante sua juventude e, após ser libertado, percorreu diversas vilas da Itália, declamando suas peças burlescas, recheadas de lições de moral. Algumas de suas sentenças se conservaram até hoje.[M.-N. Bouillet, Dictionnaire Universal d’Histoire et de Géographie. Paris: Hachette, 1857, p. 1462].

- Anh!...

Pois bem , o que Siro teria a dizer ao pretenso Senhor do Universo, aquele presidente "bonzinho" do Norte?

- Auxilium profligatis contumelia est!

- Traduza:

- Taqui a tradução para Bush: Help wounds the pride of those whose cause is lost!

- Como dizia meu avô: Ajuda depois da derrota é afronta...

______ooo000)*(000ooo______

Nenhum comentário: