14 maio, 2006

Chafurdando, chafurdando...

1. Não é preciso ser a favor do Lula para se escandalizar com a cerrada campanha que a revista Veja anda fazendo contra o Presidente e o PT. A capa da semana passada, com a marca de um pontapé na derrière do Lula, para mim, denota enorme falta de respeito para com qualquer autoridade constituída. O "falso" moralismo de alguns órgãos da imprensa já está enchendo o saco! Políticos que já são velhos conhecidos pelas suas malandragens se arvoram em defensores da lei, bradam contra a corrupção - exatamente os mais corruptos.
Não estou defendendo o atual ocupante do Palácio do Planalto, muito menos seu partido, mas reflito sobre a destituição do "lugar" da autoridade.

Criticar, denunciar, apontar os erros: tudo isso deve ser feito pela imprensa, cuja liberdade é direito constitucional.
Mas o que se vê, por aí, é do mais baixo nível e acaba por banalizar a denúncia e amortecer a indignação.

Há um outro lado da mesma moeda:
Há algo de podre na imprensa, quando as reportagens deixam de ser informativas e se tornam puramente opinativas, caluniadoras, propagadoras de ideologias (de direita ou de esquerda, não importa).
Há jornais que enaltecem o "governante de plantão". Vedem-se por quaisquer 30 dinheiros e elogiam o Governador, o Prefeito, o poderoso. Escondem as falcatruas, elogiam os governantes "da hora", em troca de favores, anúncios oficiais, anistia fiscal, etc.

2. A cidade e o estado de São Paulo estão mergulhados na maior onda de violência comandada pelo crime organizado de que se tem notícia.
Agora, há pouco, os números atualizados indicam que já foram assassinadas 52 pessoas em menos de 48 horas. Sem falar em rebeliões nos presídios do interior. O governador em exercício, Cláudio Lembo, disse que "já sabia que os ataques iriam acontecer".
- Pois é, e por que não alertou a polícia? Hein? Hein?

O ministro da Justiça ofereceu ajuda da Polícia federal. Olhe aqui a resposta:

"O governador de São Paulo, Cláudio Lembo, descartou neste domingo a ajuda da Polícia Federal para conter a onda de ataques de facções criminosas que aterroriza a população do estado de São Paulo desde sexta-feira. Apesar de terem sido registradas 52 mortes, cem ataques e mais de cinqüenta rebeliões estarem em andamento em São Paulo, o governador disse que a situação está sob controle."

- Se está tudo sob controle, então podemos dormir em paz... enquanto os políticos transformam uma tragédia social em campanha eleitoral.

Argh!

________
UP DATE: o caos piorou hoje, segunda-feira!!! Como disse o Cláudio "Limbo": "tudo sob controle"...

Nenhum comentário: