20 maio, 2006

Sábado é dia de...

1. Assistir a ótima palestra do Dr. Jorge Paprocki no Auditório do Conselho Regional de Medicina.
O tema foi:

A entrevista psiquiátrica: o que se deve dizer ao paciente

Paprocki abordou rapidamente a evolução dos conceitos de doença psiquiátrica, os avanços da indústria de psicofármacos, aspectos estatísticos da Depressão e Transtorno Obsessivo Compulsivo. É impressionante o preconceito que ainda dificulta a busca de tratamentos: apenas 10% dos brasileiros podem pagar medicamentos "originais". Os demais 90% dependem de genéricos, similares, manipulados e ... crendices.
Sua opinião sobre a confiabilidade nos divesos tipos de medicamentos oferecidos:
  • medicamentos originais, produzidos por indústrias sérias: crença na seriedade das indústrias - "seriam os melhores, mais confiáveis, porém caros.
  • medicamentos similares: crença na qualidade dos insumos - Paprocki diz: não acredita. Exemplifica: apenas nos países sub-desenvolvidos (ex.: Brasil) existem similares! Se os "asiáticos" falsificam tênis, CDs, aparelhos eletrônicos, por que não falsificariam medicamentos, que é muito mais fácil?
  • medicamentos genéricos: crença nos insumos e na fiscalização da Anvisa: são apenas 1800 fiscais no Brasil para fiscalizar centenas de laboratórios...
  • medicamentos manipulados: Paprocki duvida dos insumos - onde são produzidos? , como testar sua bioequivalência, se cada teste custa, em média R$ 600 mil?, quem fiscaliza? Para ele, só mesmo "crença em Deus". E acrescenta: "não que eu duvide da Divina Providência, mas acho que Êle não está muito preocupado em vigiar e fiscalizar as farmácias de manipulação!".
Pois é, o tema é complexo. Penso cá com meus botões: há controvérsias, há controvérsias...

2. Consertar dois chuveiros elétricos aqui em casa, queimados exatamente num dos dias mais frios do ano! Mas deu tempo: afinal, "homem em casa" serve pra quê?

3. Continuar a leitura do imperdível "Um defeito de cor", da Ana Maria Gonçalves. Uma brevíssima apresentação do livro de 952 páginas está bem aqui. E no MineirasUai! tem comentário feito pela Ana Letícia.

4. Atender telefonema da filhota Ana Letícia, que uma hora dessas está num casamento lá em Santa Bárbara do Oeste-SP! Saudades...

5. Morrer de rir lendo o último post do Soié, meu pai: Ontem e Hoje.

6. Uma namoradinha também, para aquecer corações e lençóis...

Nenhum comentário: