01 março, 2008

Estômago


Outro dia mesmo estávamos em Tiradentes, onde curtimos uma semana de férias. Além dos habituais passeios e abusos gastronômicos, mergulhamos na 11a. Mostra de Cinema . As projeções começavam às quatro da tarde, tudo gratuito. A cidade se mobiliza em função do festival, proporcionando a convivência entre os nativos, turistas, artistas e técnicos, que se cruzam nas ruas, pousadas, restaurantes e nos cinemas. Há projeções especiais para crianças, debates e oficinas para aficcionados, festas, etc.

Tiradentes entrou no circuito turístico-cultural não só pela impressionante conservação de seu casario, igrejas e ruelas coloniais mas, principalmente, pelos dois eventos anuais de maior repercussão: em janeiro, a Mostra; em agosto, o Festival Internacional de Cultura e Gastronomia.

Por falar em gastronomia...

A Mostra de Cinema encerrou-se com a projeção de Estômago, dirigido pelo curitibano Marcos Jorge. Comida, sexo e poder são os temas de fundo deste ótimo filme. O ator baiano João Miguel achou o tom certo para representar o protagonista da história, um migrante piauiense que busca uma cidade grande do sul do país para se arranjar na vida:

Grande parte dos créditos pelo sucesso do filme deve ir para o baiano João Miguel, um dos
maiores atores brasileiros do momento. Ele cria um personagem que, entre o ingênuo e o
esperto, ganha uma caracterização cativante, sem nunca cair nos clichês de representação do
nordestino simpático. Com o ator, o filme ganha uma leveza que contrasta com a dureza do
cenário e que faz o filme render
.
[Chico Fireman, www.G1.com.br]

O filme é muito bom e surpreende o espectador. A culinária perpassa toda a trama e é utilizada para subverter os outros dois polos: sexo e poder.
Ao final do filme, Amélia e Ana Letícia fizeram questão de serem abraçadas pelos atores João Miguel e Babu Santana:

11a. Mostra de Cinema de Tiradentes-MG. Babu, Amélia, João Miguel, Ana Letícia e Cláudio.

Nenhum comentário: